A cirurgia plástica também é grande aliada no tratamento de tumores e demais lesões na pele.

Várias lesões que acometem o revestimento cutâneo tornam-se preocupantes quando presentes nas áreas de atrito, ou quando começam a apresentar alterações de cor, espessura e tamanho. Com o objetivo de prevenir o desenvolvimento do câncer de pele, estas lesões devem ser avaliadas e retiradas.

Outras lesões que se alteram rapidamente como as lesões pré-cancerosas e os próprios cânceres de pele, também são tratadas e retiradas pelo Cirurgião Plástico, sendo que em casos de dúvida, irá encaminhar a um patologista uma biopsia para análise da lesão.

O tratamento de tumores e demais lesões da pele consiste na remoção cirúrgica utilizando técnicas especiais visando preservar a saúde, a funcionalidade e a aparência da região tratada. Quando confirmada a malignidade da lesão, é necessário retirar além da própria lesão, uma margem de segurança no seu entorno. Esse procedimento resulta em cicatrizes e em alguns casos a desfiguração de área, podendo ser necessárias demais intervenções reparadoras, como realização de retalhos ou enxertos cutâneos.

Essa reparação pode ser feita juntamente com a retirada da lesão, ou mais tarde após recuperação do paciente, sempre levando em conta sua saúde física e emocional, buscando um resultado estético o mais natural possível.

Contudo o Cirurgião Plástico Dr. Felipe Rezende ressalta que, a escolha de qual técnica cirúrgica será utilizada depende muito do tamanho e da localização da lesão, bem como do estado geral de saúde do paciente. Uma vez que, como cirurgião plástico além de retirar e reconstruir os defeitos causados pelas lesões, nosso objetivo é melhorar a qualidade de vida do paciente, devolvendo a forma, a função e deixando a área afetada com aparência mais natural possível.

Hsites, Especializados em Web para a área Médica

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?